Quarta, 14 Outubro 2020 12:53

O campeonato Adulto Feminino está de volta após 3 longos anos

Escrito por

Equipe técnica da FFSERJ trabalhou incansavelmente para a realização da competição.

 

Foi com muita luta, perseverança e um amor incondicional pelo esporte, que a equipe técnica da FFSERJ junto com o seu Presidente, Sr. Manolo Vásquez, trouxeram de volta o Campeonato Adulto Feminino para as nossas vidas.

Com apenas 3 meses de preparação, o Diretor Técnico Raphael Carvalho e o seu auxiliar, Rômulo Fonseca, de forma incansável, conseguiram concluir com esplendor, a impossível missão. A participação de 15 clubes surpreenderam a todos, pois, havia 3 anos que a competição não era realizada. Mesmo diante da triste realidade em que vivemos, com o isolamento por conta da Covid-19, clubes tradicionais do futsal carioca se inscreveram para prestigiar o futsal feminino.

“ - A realização do Campeonato Carioca de Futsal Feminino Adulto 2020 foi motivo de orgulho para todos nós. Esperamos que seja inesquecível para todos os envolvidos,” destacou o auxiliar técnico Rômulo.

A rodada de estréia teve grandes confrontos e jogos emocionantes, como por exemplo o último jogo, entre Fênix Queimados e Instituto SESSUB. Uma exibição espetacular com duas viradas no placar, onde o vitorioso só foi definido nos minutos finais. Apesar do pouco tempo de treinamento, as equipes mostraram muita capacidade técnica, conhecimento tático e muita disposição física.

O diretor responsável pela volta da categoria, Raphael Carvalho, fez questão de parabenizar a todos que o ajudaram no processo:

“ - Aproveito para agradecer todas as equipes que acreditaram no projeto, e principalmente ao Sr. Manolo Vásquez, pelo voto de confiança. Agradecemos também os patrocinadores da competição, as funcionárias e diretoria da Federação, como também, aos gestores do Complexo Miécimo da Silva que nos atenderam da melhor forma possível. Confesso que me sinto realizado. Foi uma grande vitória para o futsal carioca.”

 

Felipe Mirabelli

Assessor de imprensa da FFSERJ

Ler 326 vezes