Image is not available
Vem aí uma nova Parceria
Coronel Himário Brandão comandante diretor do Colégio Militar
Image is not available
Realizado arbitral série Bronze e Sub-15/17
Nova diretoria realiza segundo arbitral visando o Estadual.
Image is not available
Campeonato Carioca Sub-13 - Série Ouro
Vasco 04 X 06 Fluminense
Image is not available
Campeonato Carioca Sub-11 - Série Ouro
Vasco 09 x 04 Botafogo/Casa de España
Image is not available
Campeonato Carioca Sub-09 - Série Ouro
Fluminense 7 X 0 Botafogo/Casa de España
Slider
23-07
CARIOCA ADULTO
: OLARIA A.C.
21:15
OLARIA A.C.
OLR
A.A. PORTUGUESA
AAP
-:-
19-07
CARIOCA ADULTO
: MADUREIRA E.C.
20:30
MADUREIRA E.C.
MEC
OLARIA A.C.
OLR
6:8
20-07
CARIOCA SUB-09 - BRONZE
: CLUB MUNICIPAL - RJ
09:00
JACAREPAGUÁ T.C.
JAC
MARÃ T.C.
MAR
5:2
CARIOCA SUB-11 - BRONZE
: CLUB MUNICIPAL - RJ
10:15
JACAREPAGUÁ T.C.
JAC
SÃO GONÇALO E.C.
SGEC
-:-
CARIOCA SUB-13 - BRONZE
: CLUB MUNICIPAL - RJ
11:30
SÃO GONÇALO E.C.
SGEC
INTER ACADEMY
INT
-:-

Menores

Rede Social

19-07-1912:57
FutsalRJ - Arbitral série ouro e Sub-14 Arbitral série ouro e Sub-14: Veja as equipes que estão particpando do Estadual Série Ouro e Sub-14
Veja as equipes que estão particpando do Estadual Série Ouro e Sub-14 Arbitral realizado na noite de quarta-feira decidiu a formula de disputa ...
17-07-1916:48

REGRA 07 - DURAÇÃO DA PARTIDA

1-   PERÍODOS DE JOGO

O tempo de duração de uma partida será cronometrado, divididos em dois   períodos   iguais,   tanto   no   masculino   como   no   feminino. Considerando a menor resistência do organismo em formação e não poder exigir-se de jogadores de reduzida idade um excessivo esforço físico, os tempos de duração das partidas serão os seguintes:

a) Para a categoria Adulta, Sub-20 e Sub-17, serão de 40 (quarenta)

minutos, dividido em dois tempos de 20 (vinte) minutos;

b) Para a categoria Sub-15, Sub-13 e Sub-11 serão de 30 (trinta) minutos, dividido em dois tempos de 15 (quinze) minutos;

c) Para a categoria Sub-09 e Sub-07 serão de 26 (vinte e seis) minutos, dividido em dois tempos de 13 (treze) minutos;

d) Para   as   outras   categorias,   faixas   etárias   menores,   as   entidades estaduais   deverão   determinar   ou   homologar   a fixação   de   tempo especial de duração da partida.

2-   FINALIZAÇÃO DOS PERÍODOS

1-O controle do tempo será de responsabilidade de um cronometrista que determinará com o uso de seu apito ou ao toque da sirene do placar eletrônico o final de cada período. Um dos árbitros ao ouvir o sinal finalizará o período ou a partida observando a seguintesituação:

a) Se tiver de ser executado ou repetido um tiro do segundo ponto penal ou um tiro livre direto, a partir da sexta falta acumulada, o período em questão é prolongado até o tiro ser executado.

b) Se tiver de ser executado ou repetido um tiro penal, o período em questão é prolongado até o tiro ser executado.

2-Se   a   bola   for   chutada   em   direção   a   uma   das   metas   antes   do cronometrista apitar ou a sirene do placar eletrônico tocar finalizando um dos períodos, os árbitros esperam que termine a trajetória da bola para depois finalizar o jogo. O período ou partida finalizará quando:

a) A bola entra diretamente na meta e se anote um gol;

b) A bola saia dos limites da superfície de jogo;

c) A bola toque no goleiro ou em qualquer jogador defensor, nos postes ou travessão e ultrapasse a linha de meta e anote um gol;

d) A bola toque no goleiro ou em qualquer jogador defensor, nos postes ou travessão e não ultrapasse a linha de meta;

e) A bola toque em qualquer jogador da equipe que executou o chute, exceto se havia executado um tiro livre indireto e a bola, após tocar no segundo jogador se dirige a meta adversária;

f) Não tenha cometido nenhuma infração sancionada com um tiro livre direto, tiro livre indireto ou tiro penal, nem tenha que repetir esses tiros;

g) A bola bater na trave ou travessão e retorna ou for defendida pelo goleiro.

3-Se tiver sido cometida uma infração neste período, sancionável com um tiro livre direto depois da 5ª (quinta) falta acumulada de uma das equipes, ou tiro penal, o período termina quando:

a) A bola não é chutada diretamente à meta;

b) A bola vai diretamente para a meta e se anote um gol;

c) A bola saia dos limites da superfície da quadra de jogo;

d) A bola toca em um ou ambos os postes, no travessão, no goleiro ou outro defensor e se anote um gol;

e) A bola toca em um ou ambos os postes, o travessão, no goleiro ou outro defensor e não é marcado um gol;

f)   Não é cometida nenhuma infração sancionável com tiro livre direto, tiro livre indireto ou tiro penal;

g) A bola toca em um jogador da equipe executante.

4-Se nesse intervalo for cometida uma infração, sancionável com um tiro livre direto antes da 6ª falta acumulada em uma das equipes, o período termina quando:

a) A bola não é chutada diretamente à meta;

b) A bola vai diretamente para a meta e se anote um gol;

c) A bola saia dos limites da superfície da quadra de jogo;

d) A bola toca em um ou ambos os postes, o travessão, no goleiro ou outro defensor e seja marcado um gol;

e) A bola toca em um ou ambos os postes, o travessão, no goleiro ou outro defensor e não é marcado um gol;

f)   A bola toca em um jogador da equipe executante;

g) Não é cometida nenhuma infração sancionável com tiro livre direto, tiro livre indireto ou tiro penal.

5-Se nesse intervalo for cometida uma infração, sancionável com um tiro livre indireto, o período termina quando:

a) A bola vai diretamente para a meta, sem ser tocada por outro jogador durante a trajetória ou tocando em um ou ambos os postes ou o travessão, caso em que o gol não será válido;

b) A bola saia dos limites da superfície da quadra de jogo;

c)A bola toca em um ou ambos os postes ou no travessão, após ter tocado no goleiro ou em outro jogador defensor ou atacante, diferente daquele que realizou a cobrança, e se marque um gol;

d)A bola toca em um ou ambos os postes ou no travessão, após ter tocado no goleiro ou em outro jogador defensor ou atacante, diferente daquele que realizou a cobrança, e não se marque um gol;

e) Não é cometida nenhuma infração sancionável com tiro livre direto, tiro livre indireto ou tiro penal.

3-   TEMPO TÉCNICO

Cada equipe terá direito a um minuto de tempo técnico em cada período de jogo, devendo respeitar os seguintes princípios:

a)   Os técnicos, treinadores ou membros da comissão técnica das equipes deverão solicitar o tempo técnico apresentando a plaqueta de pedido de tempo técnico ao 3º árbitro/anotador ou ao cronometrista;

b)   O cronometrista concederá o tempo técnico quando a bola estiver fora de jogo e a reposição for a favor da equipesolicitante;

c)    Durante o tempo técnico, os jogadores poderão permanecer dentro ou fora da quadra de jogo. Se os jogadores forem tomar alguma bebida deverão sair da quadra de jogo;

d)   Durante   o   tempo   técnico,   não   será   permitido   que   os   jogadores reservas entrem na quadra;

e)   Durante o tempo técnico, não será permitido que os membros da comissão técnica passem orientações no interior da quadra de jogo;

f) A substituição de jogadores só poderá ser efetuada após o sinal de apito ou campainha, dado pelo cronometrista comunicando o final do tempo técnico;

g) Se uma equipe não solicitar tempo técnico no primeiro período da partida, não poderá acumular para usá-lo no segundoperíodo;

h) Quando em uma partida houver tempo suplementar, as equipes não terão   direito   a   solicitação   de   tempo   técnico   durante   o   tempo suplementar;

i)   Se uma equipe solicitar tempo técnico e antes que seja concedido resolver desistir, essa equipe poderá retirar a plaqueta de pedido de tempo técnico;

j)   Se ambas as equipes solicitarem tempo técnico, quando o jogo for interrompido, deverá ser fornecido tempo técnico para a equipe que tem a posse de bola e a outra equipe poderá desistir do tempo e a plaqueta devolvida para ser usado mais adiante.

4-   INTERVALO DE JOGO

a) Os jogadores terão direito a um descanso ao final do primeiro período;

b) O intervalo de jogo entre o primeiro e o segundo período poderá ser de até 15 minutos;

c) O regulamento da competição deverá estipular claramente a duração do intervalo de jogo;

d) A duração do intervalo de jogo poderá ser alterado unicamente com o consentimento do árbitro.

5-   JOGO SUSPENSO

O jogo suspenso poderá ser continuado, a menos que o regulamento da competição estipule outro procedimento.

6-   TEMPO SUPLEMENTAR

Quando o regulamento da competição determinar que se jogue 02 (dois) tempos suplementares, para que se conheça um vencedor, estes poderão ser de 03 (três) ou de 05 (cinco) minutos cada um, de acordo com o que estipular o regulamento. Após o término da partida será concedido um tempo de cinco minutos para o início do tempo suplementar. Entre o 1º e

2º período do Tempo Suplementar não haverá intervalo.

RECOMENDAÇÕES:

a) O   cronometrista   deve   estar   sempre   atento   para   não   deixar   o cronômetro correndo quando a partida estiver paralisada e também o cronômetro parado quando a partida estiver em andamento;

b) O cronometrista deve estar sempre atento ao tempo de jogo para que em caso de pane no placar eletrônico ou falta de energia elétrica, saber o tempo que ainda faltava para o encerramento da partida. Deverá ter sempre um cronômetro auxiliar;

c) Nos pedidos de tempo técnico ou durante os jogos, não permitir que jogadores recebam instruções de seu Técnico ou Treinador, que presente no   ginásio,   tenha sido expulso no   jogo ou que esteja cumprindo suspensão, devendo advertir e relatar os que descumprirem as exigências;

d)   Quando esgotado o tempo regulamentar de qualquer período do jogo ou período suplementar, no exato momento em que ocorrer uma infração, será concedido tempo adicional na partida para a execução de penalidade máxima, tiro livre do segundo ponto penal, tiro livre direto, tiro livre indireto ou quando a bola estiver na trajetória da meta;

e)   Quando os capitães não solicitarem tempo técnico aos árbitros, ou os técnicos ou treinadores ao anotador ou cronometrista, juntamente com a plaqueta de pedido de tempo técnico, não deverá ser autorizado o tempo técnico;

f)    O Cronometrista deve alertar aos árbitros, quando faltar um minuto para o encerramento da partida e aquele que estiver na lateral ao lado da mesa de anotações, deve procurar ficar próximo desta, onde o cronometrista irá informar o tempo que ainda resta para o término da partida, para que possa encerrá-la simultaneamente com o toque da campainha do placar eletrônico ou o apito do cronometrista, desde que a bola não esteja na trajetória da meta, ocorra um tiro penal, um tiro indireto, tiro direto antes ou após a quinta faltaacumulada;

g)   O Cronometrista controlará rigorosamente o tempo das expulsões e o momento do retorno dos jogadores;

h)   Sempre que for assinalado um gol, o anotador e o cronometrista, antes de fazerem suas anotações devem confirmar com os árbitros o número do jogador que assinalou o gol.

i)    Os capitães das equipes deverão solicitar o tempo técnico a um dos árbitros;

j)    Os árbitros não deverão intervir junto às equipes durante os pedidos de tempo técnico;

k)    Aos técnicos ou treinadores, ou ainda o auxiliar técnico, será permitido orientar seus jogadores durante o transcorrer das partidas, desde que o façam na área técnica de sua equipe. Deverão fazê-lo de maneira discreta, sem atrapalhar o deslocamento dos árbitros e jogadores e sem reclamar ou perturbar o bom andamento da partida;

l)    O técnico ou treinador, no momento de orientar seus jogadores, quando da partida em andamento, não poderá aproximar-se a menos de 05 (cinco) metros de distância da mesa destinada ao cronometrista e anotador nem ultrapassar o limite de sua área técnica em direção ao fundo de quadra;

m) A   partida que for interrompida, por falta de energia elétrica,   de segurança ou qualquer outro motivo, deverá ter continuidade com o tempo que faltava para ser jogado, exceto quando for interrompida por insuficiência de jogadores de uma ou de ambas as equipes, já que nesse caso a partida é considerada encerrada;

n)   Quando uma partida for interrompida por falta de energia elétrica, de segurança ou qualquer outro motivo, o árbitro deverá relatar o motivo da   suspensão   da   partida   e   encaminhar   junto   com   os   demais documentos, para a entidade de jurisdição, para que esta encaminhe a entidade local;

o)   Na   continuação   de   uma   partida,   somente   poderão   participar   os jogadores e comissão técnica, que estavam relacionados em súmula;

p)   Quando o jogo estiver paralisado, o treinador pode dar instruções aos seus jogadores;