TÍTULO VII – DOS JOGOS

Art.27º - O mando de quadra caberá sempre a Agremiação indicada em primeiro lugar na ordem de tabela.

Art.28º - A Agremiação mandante fornecerá obrigatoriamente aos árbitros até 20 (vinte) minutos antes do horário previsto para o jogo, o seguinte material:

a)      Bolas semi-novas, de acordo com a marca estabelecida pela Federação

b)      Súmula oficial da FFSERJ;

c)      Bandeiras de mesa para o anotador indicar o excesso do limite de faltas coletivas;

d)     Placas numeradas de 01 à 05, na falta de placar ou mostrador;

e)      Cronômetro manual.

Art. 29º - Quando da realização de uma única partida em quadra designada pela federação, e sem a previsão de um clube mandante constante na fórmula de disputa, os deveres constantes no título V, as obrigações supra citadas no Art.28 e suas alíneas, serão designadas, após sorteio efetuado na sede da FFSERJ, na presença dos representantes dos clubes interessados, até 24 horas antes da partida. Na ausência de um ou de ambos os representantes, o sorteio será feito pelo diretor técnico, dando conhecimento do resultado por fax, e-mail, publicação em Nota ou Boletim Oficial.

Art.30º - Nos jogos dos Campeonatos, os clubes poderão cobrar ingressos seguindo critério e orientação da Federação. Os interessados deverão comunicar à Vice-Presidência Técnica, 72 (setenta e duas) horas antes do evento.

Art. 31º - Caberá ao clube mandante, a troca de uniforme, caso a equipe de arbitragem determine a semelhança entre as duas equipes. O mandante da partida terá um prazo máximo de 30 (trinta) minutos para realizar a troca do uniforme, estando sujeito a sanções previstas no Art. 97º do Regimento Interno da Federação.

Art. 32º - Havendo atraso no início da partida em relação ao horário estabelecido na tabela da competição, ao clube infrator será cobrado administrativamente o valor de R$5,10 (cinco reais e dez centavos) por minuto de atraso, que será incluído no borderô do filiado para pagamento.

Art. 33º - Os anotadores deverão consignar no verso da súmula original e em todas as cópias o horário previsto para o início do jogo, os minutos de atraso, as razões e o clube infrator. Igualmente para o reinício da partida. Em assim sendo, o clube será punido dentro do estabelecido no artigo 32º.

§ Único - O anotador que não consignar na súmula o clube infrator, poderá ser afastado da escala de arbitragem, a critério do diretor de arbitragem

Art.34º - Os documentos de identificação dos atletas e membros da Comissão Técnica, serão entregues ao anotador com antecedência de 15 (quinze) minutos, sendo devolvidas ao final da partida.

§1° - No banco de reservas permanecerão: até 09 (nove) atletas, 01 (um) médico ou 01 (um) fisioterapeuta, 01 (um) massagista, 01 (um) preparador físico, 01 (um) preparador de goleiro, 01 (um) auxiliar técnico, sendo que desses 3 (três), o clube escolherá 2 (dois) para estarem na relação de jogo, e 01 (um) treinador, estando todos legalmente inscritos pelo clube na Federação, portando os respectivos documentos de identificação e com os nomes constantes da súmula.

§ 2° - Será obrigatório o uso de coletes, de cor diferente aos uniformes das equipes participantes, pelos atletas no banco de reservas.

Art.35º - Não comparecendo uma das equipes no prazo estabelecido no Art. 97º do Regimento Interno da federação e demais disposições regulamentares, será obrigatório constar na súmula do jogo o nome da equipe presente, de seus atletas e comissão técnica, com os respectivos números de registros. Sendo a súmula assinada pelo capitão e treinador da equipe presente.

§1º -   A equipe que não comparecer ao jogo ou se recusar a realizar uma partida, terá o prazo de até 48 horas após o evento, para comprovar os seus motivos. Feito isso, e sendo aceitas as suas justificativas, o Diretor Técnico marcará nova data para a realização do jogo, dando conhecimento por publicação em Nota ou Boletim Oficial com antecedência mínima de 24 horas, excluídos da publicação, sábados, domingos e feriados, quando forem o primeiro ou último dias do prazo.

§2º - Sendo configurado o W.O., o clube infrator além das sanções previstas neste regulamento e no regimento interno da federação, pagará no prazo de 48 horas, após publicação da punição em Nota ou Boletim Oficial, a multa no valor de R$ 300,00 por partida. O não pagamento da multa no prazo previsto afastará, automaticamente, o clube de participar dos campeonatos em quaisquer categorias, até que seja efetivado o pagamento da multa antes referida. Na reincidência do W.O., o clube será excluído da competição organizada pela FFSERJ.

§3º - Quando ambas as equipes não comparecerem, o anotador fará constar na súmula menção da ocorrência. O árbitro principal relatará o fato. As equipes estarão enquadradas nas alíneas 1 e 2 deste artigo.

§4º - Comparecendo as equipes, porém uma delas, ou mesmo as duas com insuficiência de atletas, do que cogita a regra 3 (três) do Livro Nacional de Regras e, uma vez esgotado o tempo de tolerância, o anotador deverá preencher a súmula obedecendo as leis e regulamentos abaixo descritos:

a) Se ficar comprovado, no prazo de até 48 horas após o jogo, que a insuficiência técnica se deu por motivos relevantes, a Federação, através de seu diretor técnico marcará nova data para realização do jogo, dando conhecimento por publicação em Nota ou Boletim Oficial com antecedência mínima de 24 horas, excluídos  da publicação, sábados, domingos e feriados, quando forem o primeiro ou último dia do prazo. Caso contrário, a equipe infratora, além das sanções impostas, pagará uma multa no valor de R$ 300,00 por partida, em até 48 horas após a publicação do WO em Nota ou Boletim Oficial, sendo o caso enviado para a Comissão Disciplinar. O não pagamento da multa no prazo previsto afastará, automaticamente, o clube de participar dos campeonatos em quaisquer categorias, até que seja efetivado o pagamento da multa antes referida. Na reincidência, será excluída da competição organizada pela FFSERJ;

b) Caso a partida não seja realizada pela ausência ou insuficiência técnica de uma das equipes, os pontos da partida serão concedidos a equipe que se fez regularmente presente.

c) Se uma partida for encerrada por falta de número mínimo legal de atletas, como é determinado pela regra 3 ítem 2 do Livro Nacional de Regras em vigor, a equipe que não tiver o número mínimo de atletas será considerada como perdedora. Os 3 (três) pontos serão concedidos à equipe que estava em condições de continuar a partida. O resultado constante na súmula será mantido para fins estatísticos.

d) Quando nenhuma das equipes possuir o número suficiente de atletas para continuidade da partida, as duas serão consideradas perdedoras. O resultado constante na súmula será mantido para fins estatísticos.

§5º -   A equipe derrotada por W.O. só para efeito estatístico, perderá pelo placar hipotético de 6x0 (seis a zero), gols estes que não serão creditados a nenhum atleta da equipe.

§6º - A súmula e o relatório deverão ser entregues na Federação até às 14 horas do primeiro dia útil após os jogos.

§7º – Ocorrendo o previsto no CAPUT deste artigo e suas alíneas 3 e 4, as equipes caso tenham atletas e/ou componentes da comissão técnica com apenações, não serão consideradas como cumpridas. Desta forma, deverão cumpri-las na partida seguinte.

Art.36º - Ocorrendo interrupção, suspensão ou paralisações do jogo por um dos motivos expressos no CBJD, REGRAS OFICIAIS DO FUTSAL E REGULAMENTOS, seu prosseguimento dependerá de decisão da Federação, que designará nova data e novo local, conforme as circunstâncias em que se tenha dado a interrupção, de acordo como previsto no Art. 100º e seus Parágrafos do Regimento Interno.

§ Único – Só poderão participar da conclusão do jogo aqueles relacionados na súmula da partida interrompida ou suspensa, exceto os expulsos.

Art.37º - As antecipações e/ou transferências de jogos ( datas e/ou locais ), obedecerão os seguintes requisitos:

a)      Realizados na mesma semana;

b)      Para casos de força maior;

c)      Não havendo prejuízo técnico para terceiros;

d)     Comum acordo entre os clubes;

e)      Entrada do ofício de solicitação até às 96 horas antecedentes à partida;

f)       Anexando ao ofício o comprovante de pagamento da taxa no valor de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) por categoria;

g)      Aprovação do diretor técnico.

Art.38º - O Diretor Técnico poderá transferir, adiar, mudar o local dos jogos, desdobrar rodadas duplas e desvincular os blocos das categorias, com características de ordem técnica sempre que os interesses da Federação assim o exigirem.

§ Único – Para os casos previstos no CAPUT deste artigo, bastará o aviso antecipado de 24 (vinte e quatro) horas via fax ou e-mail a quem de direito, publicando-se em seguida em Nota ou Boletim Oficial para conhecimento de terceiros.

PRODUZIDO POR:

logotres